Archive | Sugestões Culturais

Sandra Faleiro prepara estreia de “O Retrato de Dorian Gray”

Sandra Faleiro prepara estreia de “O Retrato de Dorian Gray”

Posted on 10 September 2013 by admin

A atriz Encena Sandra Faleiro, que atualmente pode ser vista na novela da RTP1 “Os Nossos Dias” está a preparar a estreia do espectáulo “O Retrato de Dorian Gray”, baseado na obra homónima de Oscar Wilde compreendendo os primeiros 8 capítulos do romance, e com estreia marcada para 18 de Setembro na Ribeira.

“A obra prima de Basil Hallward é o retrato de um rapaz cuja beleza desafia qualquer representação realista. Dorian Gray é um Narciso, um Adónis, um menino tonto. Lord Henry chama-lhe uma bela e desmiolada criatura que deverá permanecer todo o inverno quando não existem flores para contemplar, e durante todo o verão quando é preciso alguma coisa que arrefeça a inteligência. Mas Basil Hallward pôs demasiado de si mesmo no quadro, demasiado de si mesmo.

Dorian Gray tem ciúmes da sua imagem pintada, fixa e indiferente ao inevitável destino da decadência do corpo e do espírito: “porque é que o pintaste?” perguntará a Basil. “Se ao menos pudesse ser ao contrário! Se fosse o retrato que mudasse, e eu pudesse continuar sempre como sou agora!”. O odor do espinheiro róseo a desabrochar convive com a decomposição e o apodrecimento dos sentidos. Discutem-se os limites morais da arte e da vida, enquanto o quadro envelhece e Dorian Gray persiste.”

Informações úteis:

O RETRATO DE DORIAN GRAY primeira parte
Oscar Wilde

RIBEIRA | 18 SET. – 12 OUT. | Qua. – Sáb. | 21h30

Classificação Etária: M/ 12 anos;
Duração: 130 minutos;

RESERVAS:
Preço Bilhetes: 8€ (prç. único)
T.: 91 507 85 72 | E.: reservas@primeiros-sintomas.com

Horário: 10h00 – 19h00

Comments (0)

“A Voz Humana” com Carmen Santos no Teatro da Trindade

“A Voz Humana” com Carmen Santos no Teatro da Trindade

Posted on 21 August 2013 by admin

A atriz Encena Carmen Santos dá corpo e alma ao texto “A Voz Humana”, de Jean Cocteau, sob direção de Vicente Alves do Ó num espectáculo que conta também com cenografia do ator Encena Eurico Lopes.

Não perca de 22 de Agosto a 8 de Setembro, no Teatro da Trindade, em Lisboa de quarta-feira a sábado, pelas 22h e ao domingo pelas 18h!

Comments (0)

Sandra Faleiro de regresso ao teatro com “As Bodas de Fígaro – Uma Tradução”

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Sandra Faleiro de regresso ao teatro com “As Bodas de Fígaro – Uma Tradução”

Posted on 03 October 2012 by admin

A atriz Encena Sandra Faleiro está de regresso aos palcos com a peça “As Bodas de Fígaro – Uma Tradução”, num texto de Miguel Castro Caldas e encenação de Bruno Bravo. Depois de ter ganho o globo de ouro na categoria de “Melhor actriz de Teatro”, no presente ano, a atriz estreia no próximo dia 6 de outubro, no Maria Matos Teatro Municipal, a peça “As Bodas de Fígaro – Uma Tradução”. Este espetáculo vai estar em cartaz até dia 18 de outubro, e poderá ser visto de quarta-feira a domingo entre as 18h e as 21h.

A atriz Encena é acompanhada na interpretação por nomes como Ana Brandão, António Mortágua, David Almeida, Dinis Gomes, Inês Galvão, Inês Pereira, Jan Gomes, Ricardo Neves-Neves e Sofia Vitória.

“A música liga tudo, claro, mas se tirarmos a música? O Mozart resolve as lacunas, mas se tirarmos o Mozart? O Fígaro tem uma dívida, mas se a Marcelina for a sua mãe? É uma ópera quase cantada, é um Mozart que não descalça a bota, é um Da Ponte traduzido, é uma bastilha sem ninguém lhe tocar, é talvez em Sevilha, é o monólogo do Fígaro contra os privilégios e instituições que o Beaumarchais escreveu há muito tempo, é o direito à pernada, não há portas nem janelas, nem entradas, nem saídas.

Beaumarchais, Lorenzo da Ponte, Mozart e Miguel Castro Caldas estão convocados para um lugar onde o teatro e a ópera se encontram e se dividem. Ouvir-se-á em cena, pela voz dos atores ou das personagens (como depois cada um entender chamar-lhes), a música própria dos monólogos e dos diálogos e a coloquialidade das árias e dos recitativos.”

Pode consultar mais informações aqui.

 

 

Comments (0)

Novo cartaz no Teatro Rápido com atores Encena “Com Orgulho”

Tags: , , , , , , , , ,

Novo cartaz no Teatro Rápido com atores Encena “Com Orgulho”

Posted on 02 July 2012 by admin

Pois é, chegou o mês de julho e no Teatro Rápido isso significa mudança. Os atores e as peças do mês de junho, “Na Brasa”, deixaram saudades mas não é razão para ficar triste, isto porque já pode ver no TR as peças do mês de julho, da qual fazem parte os atores Encena Sofia Baltar e Pedro Cunha, que têm em comum o tema “Com Orgulho”. Para além do cartaz o mês de julho trás também um novo horário, sendo que a primeira sessão se realiza às 18h e a última às 20h25.

Por isso não perca mais tempo e venha até ao Teatro Rápido, onde pode ver na sala 1, das 18h às 20h05 a peça “Traíste-me e morreste ou morreste e traíste-me?” com texto e interpretação da atriz Encena Sofia Baltar, que contracena com Rita Sotto-Mayor. Na sala 2 pode ver, das 18h05 às 20h10 a peça “Texto para Novembro” de José Maria Vieira Mendes com interpretação de Simão Luís. Na sala 3 a partir das 18h15 e até às 20h20, pode assistir a “Seis … Quase Meia” com interpretação do ator Encena Pedro Cunha e Anaísa Raquel, e texto e encenação de João Ascenso. Por fim na sala 4, das 18h20 às 20h25, a peça “Sobre o orgulho e a impossibilidade de andar” com Carolina Matias e Tomás Tojo.

Em adição poderá ainda assistir a espetáculos no TR Bar às sextas e sábados, das 22h às 00h00.

Pode saber mais na página do Teatro Rápido.

Comments (0)

Entrevista a Catarina Mago e Stella d’Assis sobre “As Janelas do Mundo” e o Teatro Rápido

Tags: , , , , , , ,

Entrevista a Catarina Mago e Stella d’Assis sobre “As Janelas do Mundo” e o Teatro Rápido

Posted on 22 June 2012 by admin

A atriz Encena Catarina Mago está no Teatro Rápido durante o mês de junho com a peça “As Janelas do Mundo”, que conta também com a participação de Stella d’Assis. As atrizes podem ser vistas na sala 4 do TR, de quinta a segunda-feira, das 17h50 às 19h55.

Pode ler em baixo a entrevista das atrizes ao EncenaNews:

Encena: Como surgiu a ideia para esta peça?

Catarina: Eu e a Stella já tivemos para fazer esta peça há vários anos atrás. A Stella tinha feito a peça no conservatório, nos EUA e quando já estáva cá em Portugal sugeriu-me que a levássemos a cena. Na altura não pudémos levar o projecto a avante e, desta vez, convidei eu a Stella a retomarmos a peça, pois esta inseria-se no conceito do Teatro Rápido perfeitamente e ainda para mais acentava no tema “Na Brasa”, tema do mês de Junho, na perfeição. Sendo a peça de um autor americano, Le Wilhelm,  pedimos as devidas autorizações e avançámos com o projecto.

Encena: Esta é a vossa estreia no Teatro Rápido. Sentem que o conceito do TR vos desafia?

Catarina Mago: Sim, desafia muito. É um conceito novo para mim, e no inicio foi uma sensação estranha, mas boa, ter de repetir a mesma coisa tantas vezes seguidas. É exaustivo, pois temos de passar pelas mesmas emoções vezes seguidas. Mas é compensador e eu estou a adorar a experiência. Além do mais a próximidade com o público torna cada 15 minutos de peça um momento bem diferente do outro.

Stella: Sim, sem dúvida! A proximidade que se tem com o público não se compara às outras experiências que já tive em teatro. Consegue-se perceber de imediato se estamos a entreter o público ou não. O facto de o conseguir entreter em 15 minutos não é tarefa fácil… O tempo é tão curto, que faz-nos representar como se não houvesse amanhã, não há tempo para racionalizar. É fazer o meu trabalho e divertir-me!

Encena: A vossa peça vive muito da expressão e do movimento corporal. Foi díficil a preparação?

Stella: Foi um processo digamos “ muito suado” (risos)! Não nos tornámos “mime experts”! Felizmente, tivemos a ajuda de uma coreógrafa, Inês Afflalo, que nos ajudou a fisicalizar o imaginário de estarmos numa cidade como Nova Iorque e de estarmos num elevador. Foram vários ensaios a repetir movimentos e a estudá-los até torná-los orgânicos. Confesso que após ter estreado a peça e o facto de já ter feito várias sessões, ainda me preocupo em melhorar cada movimento. A nossa micropeça não vive só da expressão e do movimento corporal mas também do som, já que em termos de cenário é mínimo. Em tempos de crise, utilizamos a imaginação, a voz e o corpo o máximo que pudemos pois dá uma verdade, que nós acreditamos, querer passar ao público. Teatro em 15 minutos por 3euros/sessão, logo queremos ser sinceras, rápidas não esquecendo a qualidade e acima de tudo entreter o público!

Encena: Catarina, a proximidade com o público é algo que te atrai? E sentes que o público também vive mais intensamente a peça por estar tão próximo dos atores?

Catarina: Sim, foi das primeiras coisas que senti. Neste tipo de teatro tu percebes logo o que uma ou outra pessoa estão a sentir ao ver-te e conforme o público e a reação deste, tu reages e fazes sempre a peça com uma energia completamente diferente. Por exemplo, por vezes a peça torna-se mais cómica ou mais intensa, ou mais incomodativa, não só devido a nós atrizes, mas sempre porque de alguma maneira a próximidade com o público interfere muito com a forma como vivemos as personagens. E claro, o público também sente de forma muito intensa pois está práticamente em cena connosco, penso que para o público não há como esconder qualquer tipo de emoção de si próprio ou de nós atrizes. As emoções ficam muito à flor da pele, e todos as sentimos.

Pode ainda ver aqui o teaser da peça “As Janelas do Mundo”



Comments (0)

“Deus Não Mora Aqui”, com os atores Encena Eric L. da Silva em entrevista ao EncenaNews

Tags: , , , , , , , , ,

“Deus Não Mora Aqui”, com os atores Encena Eric L. da Silva em entrevista ao EncenaNews

Posted on 11 June 2012 by admin

Os atores Encena Eric L. da Silva e Hugo Costa Ramos juntaram-se e abraçaram um novo projeto: “Deus Não Mora Aqui”, uma micropeça da autoria de Eric L. da Silva que se insere no conceito do Teatro Rápido. Tendo como base o tema do mês de junho do TR “Na Brasa”, os dois atores podem ser vistos na sala 2 das 17h35 às 19h40. Pode ler em baixo a entrevista dos dois atores ao EncenaNews!

Entrevista:

Encena: Hugo, esta é a tua estreia no Teatro Rápido. Sentes que o conceito do TR te desafia enquanto ator? De que maneira?

Hugo Costa Ramos: Sim sem dúvida, é um grande desafio enquanto ator. Cada sessão é diferente e o público também, e isso faz com que cada sessão seja um desafio diferente. Para mim as seis sessões servem como exercício para melhorar e tentar que cada sessão seja melhor que anterior.

Encena: Eric, tu és repetente no TR, em Maio estiveste com a peça “Comatose”. Sentes que essa experiência te ajudou de alguma forma na preparação desta nova peça?

Eric L. da Silva: Eu já não fazia teatro há nove anos, mas ter feito a peça “Comatose” em Maio ajudou-me de alguma forma a ganhar ritmo e balanço para esta peça nova.

Encena: À semelhança da peça “Comatose”, também és responsável pelo texto de “Deus não Mora Aqui”. A escrita destes textos é algo que te sai naturalmente?

Eric: Há dias e dias. Mas uma coisa que posso dizer que me sai bem e naturalmente são os diálogos. As histórias qualquer pessoa pode contar, se se esforçar. Para mim escrever mais do que um prazer é uma necessidade. Uma necessidade de ser ouvido e de exorcizar os meus demónios.

Encena: A proximidade com o público é algo que vos atrai? E sentem que o público também vive mais intensamente a peça por estar tão próximo dos atores?

Hugo: Nunca tinha estado em cena com uma peça neste formato … o público tão perto, é muito giro e a energia é diferente, consigo sentir no público a sua reação … como na peça “Deus Não Mora  aqui” trabalhamos um pouco na base do improviso, cada secção é diferente das anteriores, e por isso as reacções do público acabam por variar também.

Eric: É interessante e sentimos a energia das pessoas. Há reações muito diferentes a esta proximidade. Algumas pessoas parecem gostar, outras nem tanto. Mas a meu ver o importanté é que é uma experiência nova, e isso é sempre uma coisa boa.

Encena: Hugo, o TR ainda é um projeto recente, está no ínicio do seu segundo mês. O que achas desta iniciativa?

Hugo: É sem dúvida uma grande iniciativa por parte da Encena, para além de ajudar os atores é também um apoio à cultura e mesmo à própria cidade de Lisboa. Para os atores é sem dúvida uma boa montra para mostrar o nosso trabalho. E agradeço à Encena e ao Teatro Rápido esta oportunidade de poder voltar a fazer teatro.

Pode ver aqui o teaser da peça.

Comments (0)

Mês novo, tema novo, peças novas!

Tags: , , , , , , , , , , ,

Mês novo, tema novo, peças novas!

Posted on 01 June 2012 by admin

O mês de maio terminou, junho está a começar e isso significa que vão entrar cinco novas peças no Teatro Rápido, unidas pelo tema “Na Brasa”.

Pode ver, já a partir da tarde de hoje, cinco novas peças que prometem não deixar ninguém indiferente. Em clima de festas da cidade de Lisboa o Teatro Rápido oferece aos seus espetadores um cartaz de luxo. A não perder: “Nem Atas nem Desatas”, peça encenada e interpretada pelos atores Encena Luciano Gomes e Teresa Madruga estará em exibição na sala 1 das 17h30 às 19h35. “Deus Não Mora Aqui”, com encenação e interpretação dos atores Encena Hugo Costa Ramos e Eric. L da Silva, que poderá ser vista na sala 2 a partir das 17h35 e até às 19h40.  “A Santinha é Linda”, com texto e encenação de Vicente Alves do Ó e interpretação da atriz Encena Carmen Santos e Carlos Oliveira, estará em exibição na sala 3 das 17h45 às 19h50. “As Janelas do Mundo” com interpretação e concepção da atriz Encena Catarina Mago e Stella D’Assis estará em exibição na sala 4 das 17h40 às 19h55.

Ao fim-de-semana estará em exibição a peça infantil “1 Carneirinho, 2 Carneirinhos” da autoria de Maria de Vasconcelos. E não ficamos por aqui, já que o TR Bar também oferece uma programação nova com espetáculos de Nelma – One Woman Show e exposição Ricardo Alevizos.

Como vê motivos não faltam para visitar o TR em junho … por isso venha porque o TR vai estar “Na Brasa”!

Pode saber mais aqui.

Comments (0)

Estreia hoje “O Cônsul de Bordéus”, com os atores Encena Pedro Cunha e Sara Barros Leitão

Tags: , , , , , , , ,

Estreia hoje “O Cônsul de Bordéus”, com os atores Encena Pedro Cunha e Sara Barros Leitão

Posted on 24 May 2012 by admin

Estreia hoje, dia 24 de maio, em Portugal o filme “O Cônsul de Bordéus” de João Correa e Francisco Manso, e conta com as participações dos atores Encena Pedro Cunha e Sara Barros Leitão.

O enredo do filme gira à volta de Aristides de Sousa Mendes, interpretado por Vítor Norte, e dos vistos para entrar em Portugal que o cônsul emitiu, durante a Segunda Guerra Mundial, a cerca de trinta mil pessoas, dez mil das quais judeus que queriam fugir dos nazis.  Por tê-lo feito sem o consentimento do Governo de Salazar foi condenado à miséria e ao esquecimento. Esta obra baseada em factos verídicos é um exemplo de coragem e auto-sacrifício em prol de um bem maior e em última análise é uma homenagem a Aristides de Sousa Mendes.

Pode ver aqui o trailer do filme.

Comments (0)

Estreia hoje a peça “El Hombre del Cuarto Oscuro”, com o ator Encena Pedro Cunha

Tags: , , , , ,

Estreia hoje a peça “El Hombre del Cuarto Oscuro”, com o ator Encena Pedro Cunha

Posted on 10 May 2012 by admin

O ator Encena Pedro Cunha estreia hoje em Madrid a peça “El Hombre del Cuarto Oscuro”, da qual é protagonista,  na Sala Azarte (Calle San Marcos 19), às 21h00. Des resto a peça vai estar em exibição até dia 27 de maio, de quinta-feira a sábado pelas 21h00 e ao domingo pelas 19h30.

Pedro Cunha interpreta “Hugo Oliveira”, um português que chega a Madrid nos anos 80 e que utiliza o seu poder de sedução para obter aquilo que quer.

Por isso se puder dê um saltinho até Madrid, a menos de 1 hora de avião, fique a conhecer a cidade e veja a peça “El Hombre del Cuarto Oscuro”, que promete não deixar ninguém indiferente.

Pode comprar os bilhetes online aqui.

Comments (0)

Vem aí “A Ópera dos Três Vinténs”, com encenação de Sandra Faleiro

Tags: , , , , , ,

Vem aí “A Ópera dos Três Vinténs”, com encenação de Sandra Faleiro

Posted on 09 May 2012 by admin

A atriz Encena Sandra Faleiro, que está nomeada para melhor atriz na XVII Gala dos Globos de Ouro, é a encenadora da peça “A Ópera dos Três Vinténs” que vai estrear já no dia 11 de maio, e permanecerá em cena até 2 de junho, no Auditório da Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro em Telheiras.

Inspirado em “The Beggar’s Opera” de John Gray, o alemão Bertolt Brecht escreve “A Ópera de Três Vinténs”, com música de Kurt Weill. Mac da Naifa, rei dos ladrões, casa em segredo com Polly, a filha de Jonathan Peachum, chefe de um bando de mendigos. Jonathan fica furioso e faz tudo para se vingar.

Este espetáculo tem o apoio do Goethe-Institut.

Pode saber mais através do Goethe-Institut e do Teatro à Parte.

 

Comments (0)

Advertise Here
Advertise Here

CONTACTOS

Encena - Agência de Actores
Rua Garrett, 56-60
Piso 0 Lj 1
1200-204 Lisboa

T: 213 825 140
F: 213 825 149
E: info@encena.pt

Comentários

    Calendário

    October 2017
    M T W T F S S
    « Jan    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031